quarta-feira, 7 de julho de 2010

Amor e Ódio


Sempre que você ama alguma coisa, você a odeia também. Você encontra desculpas para odiar, mas elas não são relevantes.
Nunca deixe que seu ódio decida coisa alguma. Ao saber que existe ódio, deixe sempre que o amor decida.
Não estou dizendo para suprimir ódio, mas nunca deixe que ele decida. Deixe que ele esteja presente, deixe que ele tenha um papel secundário.
Aceite-o, nas nunca o deixe ser decisivo. Negligencie-o e ele morrerá por si mesmo. Preste mais atenção no amor e deixe que o amor decida.
Mais cedo ou mais tarde o amor tomará conta de todo o seu ser e não sobrará lugar para o ódio.

Nenhum comentário: